Cansei de deixar tudo pela metade, chega de coisas mal resolvidas. Nada de migalhas ou restos. Se for pra ser que seja por completo e acima de tudo, que seja verdadeiro.
Marcello Henrique.
(via sou-inseguro)
Posted 13 September 2014, 6 days ago | 12,735 notes | reblog this post
(originally sou-inseguro / via sou-inseguro)
- Qual é o problema, Alice?
- Eu sou o problema.
Alice no País das Maravilhas.  (via auroriar)
Posted 9 September 2014, 1 week ago | 74,907 notes | reblog this post
(originally l-e-j-o-s / via auroriar)
Admiro quem se aceita e consegue ser feliz do jeitinho que é.
Marcello Henrique. (via sou-inseguro)
Posted 9 September 2014, 1 week ago | 21,524 notes | reblog this post
(originally sou-inseguro / via sou-inseguro)
Porque eu gosto de quem presta atenção em mim. De quem não desiste de me descobrir. De quem se entrega. Sempre.
Clarissa Corrêa. (via auroriar)
Posted 9 September 2014, 1 week ago | 77,635 notes | reblog this post
(originally serporestar / via auroriar)
Mesmo que eu tente esconder, mesmo que eu tente não me mostrar. Mesmo que eu disfarce. Eu sinto tudo demais. E é por isso que às vezes as coisas doem tanto.
Clarissa Corrêa.    (via auroriar)
Posted 9 September 2014, 1 week ago | 18,273 notes | reblog this post
(originally um-so-coracao-deactivated201401 / via auroriar)
Sou sentimental mesmo. Qualquer coisa me machuca, por menor que seja. E as vezes, eu só queria que as pessoas percebessem isso. Notassem esse meu jeito complicado de ser. Antes de me machucar.
Allax Garcia.    (via auroriar)
Posted 9 September 2014, 1 week ago | 46,636 notes | reblog this post
(originally allaxg / via auroriar)
Posted 9 September 2014, 1 week ago | 10,859 notes | reblog this post
(originally antipoetico / via univerbos)
Sigo a vida conforme o roteiro, sou quase normal por fora, pra ninguém desconfiar. Mas por dentro eu deliro e questiono. Não quero uma vida pequena, um amor pequeno, um alegria que caiba dentro da bolsa. Eu quero mais que isso. Quero o que não vejo. Quero o que não entendo. Quero muito e quero sem fim. Não cresci pra viver mais ou menos, nasci com dois pares de asas, vou aonde eu me levar. Por isso, não me venha com superfícies, nada raso me satisfaz. Eu quero é o mergulho. Entrar de roupa e tudo no infinito que é a vida. E rezar – se ainda acreditar – pra sair ainda bem melhor do outro lado de lá.
Fernanda Melo. (via sou-inseguro)
Posted 9 September 2014, 1 week ago | 6,405 notes | reblog this post
(originally sou-inseguro / via sou-inseguro)
Não nasci para ser adequada, coerente, adorável. Nasci para ser gente. Para sentir de verdade. Tenho vocação para transparências e não preciso ser interessante o tempo todo. Por isso, não espere que eu supere as suas expectativas: às vezes, nem eu supero as minhas.
Marla de Queiroz.   (via auroriar)
Posted 9 September 2014, 1 week ago | 44,855 notes | reblog this post
(originally momentos-so-meus / via auroriar)
O segredo é tratar as pessoas como elas tratam você.
Tati Bernardi.   (via auroriar)
Posted 31 August 2014, 2 weeks ago | 30,800 notes | reblog this post
(originally verbothhh / via auroriar)
welcome
talk to me
talk to me
-